Seja o primeiro a receber nossas dicas por e-mail

Home » Empreendedorismo » 7 oportunidades de nichos para o mercado pet

7 oportunidades de nichos para o mercado pet

23/11/2016
Sem comentários

nicho-de-mercado-pet

Em tempos de crise econômica os empresários precisam estar sempre se reinventando e sendo criativos para vencer as dificuldades. Mas um setor que parece não estar sendo tão afetado é o mercado pet. Vejamos alguns números:

Uma pesquisa feita pelo IBGE em 2015 apontou que 44,3% dos domicílios do país possuem pelo menos um cachorro, o equivalente a 28,9 milhões de unidades domiciliares.

O IBGE também estimou a população de cachorros em domicílios brasileiros, o que dá uma média de 1,8 cachorro por domicílio que tem pelo menos um cão. Esses dados mostram que no Brasil existem mais cachorros de estimação do que crianças!

Outros números que impressionam são do crescimento do setor. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet) o mercado dos pets brasileiro é o terceiro maior do mundo, e o crescimento até o final de 2016 será de 6,7%, gerando um faturamento de R$ 19,2 bilhões.

São números animadores se considerarmos o momento de crise econômica do país!

Segmentos do mercado pet

As empresas do mercado pet estão divididas em 4 segmentos:

Pet Food: segmento de alimentação que inclui rações, snacks, biscoitos e petiscos em geral. É o principal responsável pelo faturamento do setor, com 67,6% do faturamento.

Pet Serv: segmento que inclui serviços de adestramento, hotéis e até creches. É o segundo que mais fatura, sendo responsável por 16,2% do faturamento do setor.

Pet Care: segmento de produtos de cuidados animais, como equipamentos, acessórios e produtos de higiene e beleza, com 8,1% do faturamento.

Pet Vet: segmento de medicamentos veterinários, responsável por 8,1% do faturamento.

mercado-pet

Em quais nichos do mercado pet investir?

Pensando nos segmentos acima, listamos 7 oportunidades de nicho para o mercado pet:

1 – Treinamento e adestramento

Com tantas pessoas morando em apartamentos, cada vez mais existe a necessidade de treinar os animais para morarem nos pequenos espaços. Além dos animais, os donos também precisam ser treinados para que o tratamento dos pets não se torne humanizado a ponto de não levar em conta os instintos e necessidades de cada raça.

2 – Hotel e creche

Os hotéis para animais de estimação já são conhecidos e muito usados quando os donos saem pra viajar. A novidade é o serviço de creche, com tratamento cada vez mais humanizado onde outros bichinhos passam o dia realizando algumas atividades enquanto seus donos trabalham.

3 – Petsitter

Além de dar comida na hora certa, passear e ensinar pequenos truques para os pets, o serviço de babás pode acompanhar o tratamento e recuperação de animais que tenham passado por cirurgia. É um serviço que exige do profissional a capacitação em adestramento e cuidados com os animais.

4 – Plano de Saúde

Um dos segmentos que clínicas veterinárias podem atuar fortemente é o de planos de saúde para pets. Assim como nos planos de saúde tradicionais, o cliente paga um valor mensal e pode usufruir de toda a gama de serviços das clínicas, ajudando assim a receita recorrente.

5 – Banho e tosa

Se você já tentou agendar um horário para banho do seu pet num sábado ou feriado, sabe o quanto é difícil. As pessoas privilegiam os sábados pois é o único dia que conseguem deixar e buscar os animais. Uma maneira dos pet shops diminuírem essa sazonalidade é criando horários alternativos e serviços de transporte.

6 – Acessórios

O mercado cada vez aceita mais roupinhas, brinquedos e todo tipo de assessório que dê um ar humanizado para o bichinho. A dica para os empresários é criar assessórios pensando no estilo, hábitos e atitudes dos donos. Por exemplo, roupinhas de balé, roupinhas de festa, colete e roupas de couro, entre outros.

7 – Alimentação Premium

O setor de alimentação Premium, ou gourmet, que inclui alimentos com ingredientes selecionados e de boa qualidade estão conquistando o gosto dos clientes. Mas é preciso da autorização do Ministério da Agricultura e da contratação de um veterinário ou zootecnista responsável pela tabela nutricional dos produtos que serão comercializados.
E aí, com tantas opções e tendências de crescimento em qual nicho do mercado pet você investiria?

gerenciador de agenda

Deixe o seu comentário

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Cadastre-se na melhor solução em agendamento online para qualquer tipo de serviço.