Seja o primeiro a receber nossas dicas por e-mail

Home » Empreendedorismo » Como e quanto cobrar por aulas de música

Como e quanto cobrar por aulas de música

30/01/2017
Sem comentários

Começar a dar aulas de música envolve muitas questões e decisões. Qual estilo musical e instrumentos você domina? Quanto você gasta para dar aulas (de acordo com o instrumento)? Você dará aulas em casa ou pretende se deslocar? Qual nível de estudo você está preparado pra lecionar? Quanto cobrar por aulas de música?
Todas essas questões são essenciais na hora de definir preços dos cursos de música que você deseja ministrar.

quanto cobrar por aulas de musica

E como não é tão fácil assim fixar esses valores, daremos algumas dicas para você conhecer mais sobre o assunto:

 

Como encontrar alunos interessados em aula de música

Primeiramente, você deve buscar estudantes potenciais de música no seu meio social: amigos, família, pessoas conhecidas, no seu bairro ou na sua cidade. É importante fazer a divulgação do seu trabalho através de anúncios impressos no comércio próximo a sua residência, mercearias, padarias, supermercados, entre outros.

Além disso, é preciso investir na publicidade online. Sem dúvida alguma, a internet é um meio de comunicação ideal para você vender seu serviço. Utilize suas redes sociais, procure por sites especializados ou até mesmo crie o seu próprio site.

Uma excelente forma de fazer seu trabalho ganhar destaque e conquistar alunos é efetuar uma inscrição em algum portal que reúna professores de música e interessados em aprender algum instrumento.

dicas para professores de música

Como valorizar seu trabalho e transmitir confiança

Você certamente precisará de bons argumentos para atrair o seu público. Como por exemplo, oferecer um preço justo por suas aulas. Além disso, você deve informar sobre o seu conhecimento musical: você sabe tocar rock dos anos 60 e 70? Sabe tocar vários instrumentos? É um profissional eclético? Divulgue suas vivências, experiências e atributos!

Procure também construir a confiança dos alunos de outra forma: mostrando que você é atualizado e oferecendo aulas e métodos atuais, não somente músicas antigas.

Uma boa forma de valorizar seu trabalho é mostrar que você está adaptado às novas tecnologias. Ofereça facilidade e conveniência para os alunos que desejam marcar um horário de aula de música com você: que tal investir numa ferramenta de agendamento online para que os alunos possam marcar suas próprias aulas? Clique aqui para conhecer as vantagens de trabalhar com um gerenciador de agenda.

Por fim, dê destaque às técnicas que você mais utiliza!

 

Quanto cobrar por aulas de música

Quando se adentra no universo dos professores particulares, não se sabe ao certo os valores que são praticados. É normal se perguntar: quanto cobrar por aulas de música? As aulas individuais devem ser mais caras que as aulas realizadas em grupo? Os preços podem variar de acordo com a localização, tipo de instrumento e nível no qual eu me encontro? A minha idade conta na hora de estabelecer os valores a serem cobrados?

Assim como nas grandes empresas, nas quais os empregadores valorizam o tempo de experiência de seus funcionários e o seu nível de conhecimento, oferecendo-lhes uma evolução salarial, no âmbito das aulas particulares de música, os professores mais velhos e experientes costumam cobrar mais caro do que os professores mais jovens e com pouca bagagem. Nesse caso, o acréscimo do valor condiz com a vivência de cada indivíduo!

aula de musica para crianças

Outro ponto importante na hora de determinar quanto cobrar por aulas de música é o domínio que se tem do instrumento e de tudo que está sendo ensinado. Quanto mais a pessoa conhecer sobre partituras, solfejo, acordes de pestana (por exemplos) e possuir as mais variadas habilidades, mais ele terá a oportunidade de valorizar suas aulas e cobrar um tantinho a mais pelo seu conhecimento.

Informe se você oferece aulas em dupla, individuais, em domicílio, por Skype. Tudo isso pode influenciar nos preços cobrados!

Não se esqueça de estabelecer regras quanto à frequência nas aulas, atraso de pagamento, entre outros. Se você criar regras desde o primeiro dia de aula, acordar a incidência de multas e de taxas extras nos casos descritos acima, você não perderá tempo nem dinheiro.

 

Que tal começar a pôr em prática nossas dicas?

ferramenta de agenda

Deixe o seu comentário

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Cadastre-se na melhor solução em agendamento online para qualquer tipo de serviço.